Borrões

20:38



Peguei minha xícara com café...sentei a mesa e apreciei. 
Sem querer, uma gotícula resolveu ir a toalha da mesa. Enquanto ela se espalhava, busquei lembrar de outros vários borrões que já presenciei...
Naquele momento me passou a cabeça borras de batom. Das quais um dia já marcaram sua camisa, o pescoço... até mesmo quando o batom estava marcado em minha boca.
Dai me lembrei da lembrança do nosso velho vinho. Que enquanto nós riamos, derramou na minha blusa manchada por nossas loucuras. 
Me passou a cabeça!os quadros que risquei, colori e as tintas que escoriam para o fim da tela, causando uma maior distorção das cores. 
Depois lembrei das lágrimas que já derramei e derramo quando é preciso. Das quais rolam do meu rosto e já marcaram folhas e lenços de papéis.  
A medida dos riscos, respingos, resolveram comprometer meu papel. Eu me deleitei nesse pensamento...
Porém escrevi...borrei.

Vá embora não, tome mais uma dose

0 comentários